Hoje, todos os tipos de cachos estão em evidência. Mas, infelizmente, nem sempre foi assim. Por isso, assumir os cachos atualmente não é só uma opção estética, mas um ato de empoderamento, de autoafirmação e de aceitação e valorização da sua beleza natural.

E para dar voz e vez a esse movimento crescente, há uma grande variedade de produtos para os diferentes tipos de cachos.

Então, se você também aderiu ao visual encaracolado, confira neste artigo dicas de produtos que são o match perfeito para as variações de tipos de cachos.

3 tipos de cachos e os produtos indicados para eles

Basicamente, os tipos de cachos são divididos em três grupos, classificados de acordo com a textura dos fios e, dentro desses grupos, há subgrupos representados por letras, indicando, entre outras coisas, o diâmetro do cacho. Calma, se parece um pouco confuso agora, a seguir isso ficará mais claro!

Essa segmentação é bacana para que a gente conheça melhor o nosso tipo de cabelo e, também, o tipo de produto mais adequado para as suas necessidades específicas. Vale também ressaltar que é comum que se tenha mais de um dos tipos de cachos – sim, não se assuste se você tiver diferentes texturas em sua raiz e pontas, é essa diversidade que traz ainda mais beleza e personalidade aos cachos!

  1. Cachos tipo 2

O cacho tipo 2 é o que geralmente chamamos de cabelo ondulado. A utilização de ativadores de cachos e de um finalizador sem enxágue ajuda a dar mais definição aos fios. Um leave-in suave, por exemplo, é uma boa indicação.

Suas subcategorias são: tipos de cachos

  • Tipo 2A: tipo de cacho formado por suaves ondulações, ele é, na verdade, quase liso e não tende a ser volumoso. 
  • Tipo 2B: aqui, as ondas são mais definidas, mas não se tem, de fato, um cacho. 
  • Tipo 2C: nesse tipo, quase se tem cachos, a questão é que ainda não há uma espiral formada. Nessa categoria, geralmente, o cabelo é mais volumoso. Águas termais que ajudem a dar forma aos cachos podem ser boas aliadas.
  1. Cachos tipo 3

Aqui, os caracóis são mais evidentes e anelados, formando as lindas molinhas características. Nessa categoria, há maior definição dos cachos e, comumente, o cabelo tem mais volume, além de apresentar a tendência ao ressecamento das pontas.

Leave-ins com formulação mais densa ajudam a nutrir e a hidratar esse tipo de cacho, além de favorecerem uma boa definição. Ainda, shampoos sem sulfato em sua formulação são indicados para evitar as pontas secas.

Sua divisão é a seguinte: tipos de cachos

  • Tipo 3A: representado pelas espirais largas, com cachos mais soltos e abertos. Por isso, em situações de atrito, eles podem perder mais facilmente sua definição.
  • Tipo 3B: aqui, o cacho aparece bem formado e mais apertado do que no tipo anterior. A tendência é de que esse fio seja mais grosso e volumoso, com propensão ao ressecamento. 
  • Tipo 3C: tipo de cacho em espiral, bem definido e fechadinho. Tende a ter mais volume e propensão ao encolhimento do que os demais e a apresentar frizz – que pode ser tratado com um sérum antifrizz.

 

  1. Cachos tipo 4

Entre os tipos de cachos, esse engloba os cabelos crespos ou afro. A tendência dessa categoria é apresentar uma estrutura mais fechada do que as anteriores, além de mais fragilidade do fio e facilidade de ressecamento e quebra.

Para esse tipo de cabelo, a umectação é fundamental – a feita com óleos vegetais, como o óleo de coco, pode ser bastante benéfica, assim como o uso de máscaras nutritivas para fortalecer e hidratar as madeixas. Ainda, o uso de condicionador na técnica co wash ajuda a lidar com a questão do ressecamento e da sensibilidade dos fios. Produtos para aderir a uma rotina low ou no poo também podem trazer bons resultados.

Essa é a sua divisão:tipos de cachos

  • Tipo 4A: semelhante ao 3C, porém tende a ser mais volumoso e a apresentar menos brilho aparente. Os caracóis são bem fechados e definidos. 
  • Tipo 4B: aqui, os cachos são ainda menores. O fio desse cabelo comumente é mais fino e frágil. O processo de pentear deve ser feito com cuidado, a fim de evitar a quebra dos fios. Ainda, a hidratação é fundamental para ajudar a evitar o “efeito encolhido” e a alongar os fios. A finalização com o óleo de argan pode apresentar bons resultados, ajudando a hidratar e a preservar os cachos.
  • Tipo 4C: entre os tipos de cachos, esse deve ser o mais crespo, com cachos desde a raiz. Também apresenta maior fator encolhimento – estima-se que cerca de 75% do tamanho real do fio se comprima. Por isso, para apresentar boa definição dos caracóis, é preciso caprichar nas técnicas de texturização. Ainda, por sua tendência forte ao ressecamento, a rotina de hidratação é mais do que necessária. Uma máscara umectante pode trazer bons resultados.

E então, pronta para empoderar-se e assumir toda a beleza de seus cachos? Para se tornar uma expert no assunto, confira também como é o cronograma capilar para cacheadas. Até a próxima!