Escova progressiva, escova de chocolate, escova de açúcar, escova marroquina e agora, realinhamento capilar. Com certeza você já se deparou com algum desses nomes por aí, principalmente se é uma entre tantas mulheres que buscam ideias eficientes para manter seus cabelos lisos e hidratados

Muitas das técnicas de alisamento existentes contêm formol em sua fórmula, produto que pode causar alergias, irritações e, em alguns casos, podem causar sérios problemas de saúde,  como tumores. A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), responsável pelo controle sanitário de produtos e serviços no Brasil, limita o uso de formol nesse tipo de produto, mas isso não impede que alguns fabricantes continuem a usar doses acima do permitido. 

Será que não existe um método de alisar os cabelos sem colocar sua saúde em risco, se expondo a produtos químicos? 

O que é realinhamento capilar?

Esse é um tratamento novo que está caindo nas graças da mulherada por ser uma técnica de alisamento que não contém química. Sim, isso mesmo que você leu: cabelos hidratados, lisos e com alto poder de nutrição sem correr risco de saúde

O realinhamento capilar é uma técnica que, como o próprio nome diz, alinha e suaviza os fios de cabelo, além de reforçar a camada protetora deles, o que ajuda a prevenir futuras agressões à fibra capilar. O resultado disso são cabelos lisos, sedosos e com o volume controlado.

Quais são os princípios ativos dessa técnica?

O produto tem em sua composição cerca de 20 aminoácidos essenciais que derivam da queratina, proteína que compõe diversas estruturas do corpo e é sintetizada por alguns animais, além de estar presente em uma variedade de alimentos naturais.

Descobriu-se que tais aminoácidos possuem um poder de alisamento que pode durar até três meses na fibra capilar, quando combinado com outros componentes presentes na escova progressiva, com exceção do formol. Todos eles se unem para selar as camadas e potencializar o brilho e a hidratação. 

Quem pode recorrer ao realinhamento capilar?

Tratamento democrático, ele pode ser feito por qualquer mulher que deseje cabelos sem frizz, hidratados e com o volume controlado. Embora a promessa seja de cabelos lisos, o realinhamento capilar também pode ser feito por cacheadas ou crespas que querem apenas uma forma eficiente de nutrir sua fibra capilar.

Isso porque o tratamento possui a vantagem de definir a forma de cabelos que não foram quimicamente tratados sem perder o movimento e a naturalidade. Caso seu cabelo tenha relaxamento ou progressiva, o efeito será de alisamento.

Como é feita essa técnica?

O passo a passo é muito simples e pode ser feito por um profissional de confiança. Vale ressaltar que, dependendo do resultado desejado, algumas etapas podem ser puladas. Por exemplo, caso sua intenção seja apenas hidratar sem alisar, basta não investir no relaxamento pré-alisamento.

Passo 1: Lavar os cabelos com shampoo antirresíduos para que seja removida toda a sujeira que pode atrapalhar a absorção do produto.

Passo 2: É feito o relaxamento do cabelo e a aplicação do produto no cabelo enxaguado e seco. O produto deve ser aplicado mecha por mecha.

Passo 3: Após aguardar alguns minutos para que o produto possa fazer o efeito desejado, é hora de enxaguar os cabelos e, em seguida, finalizar com a ajuda do secador e da chapinha para selar os fios.

É importante lembrar que, embora essa seja uma técnica natural de alisamento, ainda é necessário fazer o teste de mecha para verificar possíveis alergias.

Como cuidar dos cabelos após fazer o realinhamento capilar?

Sabe aquela sensação de sair do salão de beleza com a progressiva feita e ter que esperar cerca de dois ou três dias para poder lavar o cabelo ou até mesmo prendê-lo? Pode esquecer! Com essa técnica, é possível prender os cabelos assim que sair do salão sem correr risco de danificar o tratamento.

Como sabemos, qualquer tratamento capilar tem seu resultado potencializado pelos cuidados pós-tratamento. O efeito do realinhamento capilar dura cerca de três meses, mas para prolongar sua validade é recomendado redobrar os cuidados em casa em relação à hidratação dos fios. 

Também é importante utilizar produtos específicos para cabelos quimicamente tratados. No entanto, há uma vantagem: por ser um tratamento natural, é possível realizar outros tratamentos químicos, como a coloração, sem se preocupar em danificar ou até mesmo quebrar os cabelos.

Aminoácidos x formol: quem leva vantagem?

Conforme dito, a ANVISA proíbe o uso de altas concentrações de formol em produtos capilares. A quantidade permitida pela agência reguladora é de 0,2%; entretanto, a concentração do produto em algumas escovas progressivas disponíveis no mercado chega a ser de até 37%. 

Ao comparar o realinhamento capilar com a principal técnica de alisamento conhecida, a escova progressiva, é possível ver as vantagens do primeiro sobre a segunda. Isso porque ele é menos agressivo do que a progressiva, que pode causar a quebra do fio de cabelo.

O realinhamento capilar traz consigo a reconstrução dos fios, além do fortalecimento, hidratação e brilho característicos de cabelos saudáveis e bem tratados. Pense nessa técnica como um tratamento que irá alisar o cabelo e, ao mesmo tempo, promover sua nutrição.

Entretanto, é preciso ficar atenta ao produto utilizado, uma vez que alguns deles podem conter um produto chamado gluteraldeído, que é da mesma família que o formol e causa tão mal quanto seu “primo”.

Essa substância impermeabiliza o fio, deixando-o rígido e liso, mas impedindo a ação de produtos hidratantes e vitaminas, o que causa seu ressecamento. Leia o rótulo e fique atenta à composição dos produtos antes de utilizá-los. 

Será que devo fazer o realinhamento capilar?

Você está insatisfeita com seu cabelo, sentindo que gostaria de poder controlar o volume mais facilmente? Gostaria de ter cabelos mais lisos ou mais hidratados? Tem medo de fazer um tratamento radical que mude a composição dos fios e enfraqueça sua estrutura capilar?

Caso tenha respondido sim para alguma dessas perguntas, está na hora de considerar o realinhamento capilar. O resultado serão cabelos nutridos e maleáveis, mais fáceis de pentear e finalizar e, além de tudo, com brilho. 

realinhamento capilar

GuardarGuardarGuardarGuardarGuardarGuardarGuardarGuardarGuardar

GuardarGuardarGuardarGuardarGuardarGuardar