É péssimo acordar e ver o travesseiro cheio de fios de cabelo caídos, não é mesmo? E no banho, então? Os fios vão caindo e se acumulando no ralo, fazendo você se perguntar se esse tanto de cabelo caído é normal mesmo. Mas, será que o seu problema é queda ou quebra capilar?

É bastante comum os dois problemas serem confundidos. O risco dessa situação é que quando não entende o que está, de fato, acontecendo, nós podemos colocar a saúde dos fios em xeque, afinal, só se acerta no tratamento quando se sabe qual é o problema, certo? Se os seus fios também estão dizendo adeus em maior quantidade do que o normal, é melhor você ler este artigo! 

O que é a queda capilar?

Nem todo cabelo que cai é resultado de um problema de queda de cabelo! Afinal, é esperado que, em média, 150 fios de cabelo caiam diariamente. É claro que você não vai ficar contando os fiozinhos perdidos, mas pode reparar na quantidade que anda encontrando pela casa, piso do banheiro ou travesseiros.

Nossos cabelos passam por três fases de crescimento:

  • 1ª fase: dura seis anos e corresponde a fase de crescimento efetivo do fio;
  • 2ª fase: chamada de “repouso”, acontece quando o fio está totalmente formado e dura por volta de quatro semanas;
  •  3ª fase: a queda natural.

Quando o cabelo cai de forma natural, por ter chego à 3ª etapa do crescimento. Nessa situação, no momento em que ele se desprende do couro cabeludo, já é substituído por outro, o que não acontece na queda capilar em grande quantidade.

Como acabar com a queda capilar?

Antes de saber como resolver, é preciso saber o que está causando a queda capilar. Nossos cabelos estão totalmente relacionados à nossa saúde, portanto, a queda pode ser resultado de uma alimentação pobre em nutrientes, pode ser consequência de alterações hormonais — como no caso da gravidez, onde o número de fios caídos por dia pode aumentar em virtude das variações hormonais —, ou ainda de fatores emocionais, como o stress e até mesmo reflexo da genética.

Como você pode perceber, por trás da queda de cabelo pode haver uma causa física que precisa ser tratada, então, a melhor forma de saber como cessar a queda dos fios é consultando um dermatologista. O diagnóstico de um profissional vai garantir a saúde dos seus fios de volta, com o tratamento adequado para o seu caso.

Mas se você não quer nem cogitar ser vítima da queda capilar, um reforço na alimentação pode ajudar: ovos, castanhas e avelãs são ricos em uma vitamina chamada biotina. Ela faz com que a melanina continue “presa” aos fios, garantindo força e, claro, retardando o aparecimento dos fios brancos. Ah, no caso do ovo, consuma cozido! Fritar faz com que ele perca a biotina.

O que é a quebra capilar?

Basicamente, é o resultado de muitas agressões aos fios! Ao expor o cabelo à chapinha, escova, tintura e outras agressões, a hidratação natural do cabelo vai embora e o resultado é um fio opaco, sem vida e cheio de pontas duplas.

O problema é ainda pior quando falamos de procedimentos químicos: eles “forçam” o fio a abrir suas escamas para que o produto aja e, quando isso acontece, há perda de queratina, proteína responsável pela elasticidade e força do cabelo.

Ao retirar a queratina do cabelo, o fio fica cheio de pequenos “buracos” e, claro, super enfraquecido. O resultado? A quebra em alguma altura do fio.

Como reverter a quebra capilar?

Esse problema pode ser resolvido em casa mesmo. Como? Adotando um cronograma capilar que pode recuperar a saúde dos seus fios em apenas 4 semanas! Ah, e se você é loira e não abre mão dos fios clarinhos, seu cabelo precisa de um cuidado especial — neste artigo contamos o passo a passo específico para esse tipo de cabelo.

No caso da quebra, a reconstrução é a etapa principal, pois visa justamente repor a queratina e devolver força e elasticidade para os fios. Mas, nem por isso ela deve ser feita com frequência! Em cabelos muito danificados, a colocação súbita de queratina nas madeixas pode causar o efeito contrário ao desejado e proporcionar fios duros, ainda mais quebradiços e com muitas pontas duplas!

Afinal, você sofre com a queda ou a quebra capilar?

Agora que você já sabe a diferença entre quebra e queda capilar, chegou a hora de aprender a identificar o seu problema!

Identificar se o fio caiu ou quebrou é bem fácil, basta que você preste atenção, primeiramente, no comprimento: ele é menor ou do mesmo tamanho dos outros fios? Se for menor, ele quebrou.

A segunda forma é olhar bem de pertinho a estrutura do fio: quando ele cai diretamente da raiz, é possível identificar um pontinho branco em uma das extremidades, o chamado bulbo capilar. Se ele estiver presente, foi queda. Se for esse o caso, você já sabe: o melhor é consultar um especialista para definir qual tratamento utilizar: shampoos, cremes ou medicamentos orais ou tópicos, por exemplo.

Entender o que está causando a fragilidade dos fios e levando à queda ou à quebra capilar deve ser a primeira atitude para combater qualquer um dos problemas!

Mesmo no caso da quebra capilar, que pode ser revertida, é imprescindível saber o que a está provocando: o excesso de secador ou chapinha? Tintura? Falta de hidratação? Só assim você conseguirá erradicar de vez o problema e evitar ver seus fios indo, literalmente, por água abaixo na hora de lavar os cabelos!

 

quebra capilar