Escova progressiva: desvendamos as 10 maiores dúvidas

Escova progressiva: desvendamos as 10 maiores dúvidas

yentoxEmbora seja um dos procedimentos capilares mais comuns do Brasil, a escova progressiva ainda é motivo de muitas dúvidas ― e até algumas desconfianças! ― de quem anda pensando em alisar os cabelos. Afinal, com tantos métodos prometendo o cabelo dos sonhos por aí, é fácil ficar confusa com tanta opção.

Então, elaboramos este artigo para esclarecer de uma vez por todas os maiores mistérios da escova progressiva. A gente garante que até o final do post você estará expert no assunto!

As 10 maiores dúvidas sobre escova progressiva

1. A progressiva estraga o cabelo?

Por ser um procedimento não-permanente, ou seja, que sai à medida em que o cabelo é lavado, é comum muitas mulheres pensarem que ele não agride o cabelo, o que não é verdade. É impossível passar por um procedimento que altere a textura do fio sem que haja agressões.

Na escova progressiva, o efeito alisante exige que sejam abertas as cutículas do cabelo e se altere a estrutura do cabelo, forçando o fio a assumir a forma alisada definida pela chapinha, usada ao final do procedimento. Neste processo, o cabelo perde muita água, lipídios e queratina, proteína superimportante para a saúde dos fios e responsável pela elasticidade e força dos cabelos.

Mesmo com a retirada gradual do produto, o cabelo não volta à sua completa forma original, uma vez que sofreu modificações profundas. Mas, claro que isso não altera a raiz do cabelo, portanto, ele continua crescendo da maneira natural, embora o comprimento tenha sido alterado.

2. Quais as diferenças entre as escovas progressivas?

De mel, de chocolate, de morango, de leite… você já deve ter se deparado com esses tipos de escova progressiva por aí. Mas a verdade é que a diferença entre elas é uma só: o cheiro. Claro que pode haver diferenças na formulação, mas isso se deve ao fabricante, não está relacionado ao ingrediente responsável pela fragrância.

3. Qual a frequência de hidratações após a progressiva?

Semanais! É preciso repor a hidratação natural do fio, perdida por conta do procedimento. E você pode fazer em casa mesmo e só vai precisar de um minutinho para hidratar o cabelo, supersimples e sem precisar correr para o salão!

4. E as reconstruções, são mesmo necessárias?

Totalmente! É através da reconstrução capilar que você irá repor a queratina perdida. Porém, deve ser feita com menos frequência que as hidratações, pois a overdose  de queratina pode causar um efeito rebote, deixando os cabelos duros e fáceis de quebrar.

5. Quem fez progressiva pode pintar o cabelo?

Pode. O ideal é que a escova progressiva seja realizada antes da coloração, assim, não haverá tanto desbotamento da cor. Porém, os cuidados terão que ser ainda mais rigorosos, viu? Antes de pintar o cabelo converse com o profissional para saber se as químicas são compatíveis e realize um teste de mecha.

Unir duas técnicas que alteram drasticamente os fios pode fazer com que o cabelo perca muita queratina e fique frágil, podendo até cair. Sem falar que a manutenção feita corretamente vai fazer com que os resultados, dos dois procedimentos, durem bem mais.

6. Como e quando devem ser os retoques?

A cada dois ou três meses, mas isso depende muito de como o seu cabelo cresce e qual a diferença que existe entre a raiz e o comprimento.

7. Os resultados são diferentes na escova progressiva sem formol?

Não! A escova progressiva sem formol tem o mesmo resultado! O formol foi muito utilizado há algum tempo como o componente alisante da fórmula, mas ele entrou na mira da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) por apresentar diversos riscos à saúde.

Irritação da pele, vermelhidão, queda dos cabelos, irritação nos olhos e vias respiratórias e até mesmo o risco de câncer fizeram com que a Agência restringisse o uso do formol a, no máximo, 0,2%, medida em que ele cumpre apenas o papel de conservante do produto.

Porém, muitos fabricantes arrumaram um jeito de camuflar nas embalagens a presença deste componente, colocando variantes como formaldeído ou poliformol. Então, já sabe: fique sempre de olho na embalagem! Ah! O cheiro do produto também pode indicar a presença do formol, uma vez que é bem difícil camuflar o cheiro característico do produto.

O que pode acontecer é que as escovas progressivas que não utilizam o formol saiam do cabelo mais rapidamente que os que o levam na formulação. Mas, acredite, vale a pena investir em retoques mais frequentes que correr o risco de perder os cabelos ou sofrer com queimaduras!

8. Qualquer cabelo pode fazer progressiva?

Sim! Tanto os que já são lisos e querem reduzir o frizz e garantir mais brilho, quanto para quem quer alisar as ondas ou cachos. A única contraindicação diz respeito à saúde dos fios: aqueles que estiverem severamente danificados têm grandes chances de quebrar por conta do procedimento. Antes de mais nada, é preciso fortalecer os fios com um cronograma capilar para deixá-los aptos a receber o tratamento.

9. É verdade que o cabelo “acostuma” com a química?

Muitas mulheres percebem que com o passar do tempo a escova progressiva já não tem mais aquele mesmo efeito que quando feito na primeira vez. Mas é um grande mito dizer que o cabelo se acostuma e depois não pega mais a química. O que acontece é que o visual já foi incorporado ao dia a dia, ou seja, quem fez já se acostumou com o resultado e não percebe grandes mudanças depois.

Inclusive, indo na contramão desse mito tem o fato de que a escova progressiva tem seus resultados potencializados com os retoques, uma vez que age de forma gradual nos fios (não à toa, o nome é “progressiva”)!

10. Cabelos virgens têm menos resultados?

É verdade. A escova progressiva costuma apresentar resultados mais eficientes em cabelos que já tenham ou já passaram por um algum tipo de química. Quando o cabelo é virgem todas as cutículas do cabelo e ligações de queratina estão intactas, tornando muito difícil a penetração do produto no córtex e a ação alisante.

E aí, ainda restou alguma dúvida sobre a escova progressiva? Deixe seu comentário abaixo que logo, logo iremos responder!

progressiva dúvidas
Tuany Fraga

Tuany Fraga

Redatora publicitária e produtora de conteúdo. Depois de 27 anos brigando com os fios, fiz as pazes com os cachos e hoje nos damos muito bem, obrigada! Agora, quero trocar conhecimento, experiência e mostrar que cuidar dos cabelos é bem mais fácil do que você imagina. Vamos juntas?

Deixe seu comentário

Olá! Seja bem vindo(a)!Que tal ficar por dentro das novidades do universo de cabelos?

MISTO, OLEOSO, SECO OU NORMAL?

Faça o QUIZ e descubra o seu tipo de cabelo!

Descubra