Envelhecimento capilar: saiba o que é e como evitar

Envelhecimento capilar: saiba o que é e como evitar

Se envelhecimento capilar para você se resume ao aparecimento de fios brancos e é exclusividade de quem já entrou na terceira idade, temos algumas notícias para te dar. A primeira delas é que nem só de falta de melanina se apresenta o envelhecimento capilar; a outra é que, dependendo dos fatores genéticos, esse problema pode se manifestar bem cedo.

Mas, então, o que é envelhecimento capilar? Quais seus primeiros sinais? É isso que vamos mostrar no post de hoje, além de, claro, algumas dicas importantes para retardar o envelhecimento dos seus fios!

Antes de mais nada: o que é o envelhecimento capilar?

Assim como a pele, os cabelos também envelhecem e, infelizmente, é impossível parar esse processo (bem que gostaríamos de um jeitinho para fazer o tempo passar mais devagar, não é mesmo?). Com o passar dos anos, o folículo piloso, que produz o fio, envelhece e os fios nascem mais curtos e também menos espessos.

Alguns estudos da área apontam que o que acontece é uma diminuição da fase anágena, período que corresponde ao crescimento ativo do cabelo,  fazendo com que a “morte” do fio chegue mais rápido. O resultado são fios mais finos, curtos e muito mais frágeis, na maioria dos casos, mas também há aqueles em que os fios podem ficar mais grossos e ressecados. Mas, uma coisa é fato: o seu cabelo vai mudar com o passar do tempo!

O que causa o envelhecimento capilar

Além do passar dos anos, alguns outros fatores podem causar o envelhecimento dos fios. A genética é um deles: observe o cabelo dos seus pais, eles podem dar uma noção bem clara de quando esperar o surgimento de fios brancos e mais ralos. Caso não haja nenhum caso de envelhecimento capilar precoce na família, a idade em que os cabelos começam a envelhecer é em torno dos 40 anos.

Questões hormonais influenciam muito na saúde dos fios, ou seja, a menopausa também dá aquela forcinha para o envelhecimento.

Identifique os primeiros sinais do envelhecimento dos cabelos

  • Fios brancos: a ausência de melanina não poderia ficar de fora da nossa listinha de “sintomas”. Ela é, de fato, um dos primeiros sinais visuais do envelhecimento, portanto, se você já percebe alguns fios claros na cabeça, é sinal de que o processo de envelhecimento já começou;
  • Menos brilho e vitalidade: as pontas costumam ser as que mais sofrem! O cabelo pode mudar de textura quando for envelhecendo e as cutículas diminuem de tamanho, dando um visual opaco para as madeixas;
  • Fragilidade e indisciplina: justamente pela diminuição das cutículas, que protegem o cabelo das agressões externas, o fio fica desprotegido, perdendo bastante massa capilar e resultando em fio fracos e propensos à quebra;
  • Aspereza e ressecamento: com escamas menores, os produtos utilizados não se fixam corretamente nos fios (o mesmo vale para a coloração).

4 dicas para retardar o envelhecimento capilar

Ok, a gente já sabe que é impossível lutar contra a passagem do tempo, mas ninguém disse que não existam formas de retardar a chegada da idade para os fios! Confira abaixo 4 dicas para retardar e amenizar os efeitos do envelhecimento capilar:

1. Evite o excesso de químicas

Mesmo que o processo de envelhecimento se dê de dentro para fora, os processos químicos têm o poder de fragilizar o couro cabeludo, deixando mais fraco e, assim, impossibilitado de produzir fios fortes e saudáveis.

2. Utilize os produtos certos

Sempre falamos aqui sobre a importância de escolher o shampoo certo para o seu cabelo! E esse cuidado é ainda mais importante quando o processo de envelhecimento capilar começa. Aposte em produtos que devolvam a massa capilar perdida e que revertam os danos no couro cabeludo.

3. Aposte em suplementos vitamínicos

É importante que você proporcione ao couro cabeludo e ao cabelo tudo aquilo que o seu organismo já não produz mais. Uma boa maneira de conseguir isso é através de suplementos vitamínicos, que também podem dar uma forcinha para o crescimento dos fios. Mas, como toda suplementação de via oral, é preciso conversar com o seu médico antes do consumo, até para que você saiba com precisão quais vitaminas deve repor.

4. Hidratação sempre

É preciso fortalecer essa cabeleira! Por isso, aposte sempre em boas hidratações, com formulações ricas em Pantenol-D, manteiga de oliva e aminoácidos. Neste post, ensinamos a fazer uma hidratação caseira poderosa!

Embora não dê para parar o tempo, é possível retardar a chegada dele com dicas simples, viu só? Fique sempre atenta aos seus fios  e saiba que é comum observar mudanças na textura e definição com o passar dos anos, mas, aos primeiros sinais de cabelo mais fracos e menos densos, recorra à nossas dicas!

envelhecimento capilar

Tuany Fraga

Tuany Fraga

Redatora publicitária e produtora de conteúdo. Depois de 27 anos brigando com os fios, fiz as pazes com os cachos e hoje nos damos muito bem, obrigada! Agora, quero trocar conhecimento, experiência e mostrar que cuidar dos cabelos é bem mais fácil do que você imagina. Vamos juntas?

Deixe seu comentário

Olá! Seja bem vindo(a)!Que tal ficar por dentro das novidades do universo de cabelos?

MISTO, OLEOSO, SECO OU NORMAL?

Faça o QUIZ e descubra o seu tipo de cabelo!

Descubra