Low Poo

Co-wash: conheça a técnica que promete limpar o cabelo sem danificar os fios

co-wash

Você ainda acredita que espuma é sinônimo de limpeza? Se você sente que suas madeixas já não são as mesmas e as lembranças de dias com mais brilho e vitalidade estão te enchendo de saudades, está na hora de conhecer a técnica co-wash.

Sabe essa espuma toda? Não tem no co-wash, mas os fios ficam limpos e hidratados!

A ideia de que é necessário gastar muito dinheiro para poder ter cabelos bonitos e saudáveis está caindo por terra. Cada vez mais temos cuidados caseiros e tratamentos simples que estão comprovando seu valor e mostrando que cuidar dos cabelos pode ser bem mais simples do que imaginamos.

Tanto as técnicas quanto os produtos estão cada vez mais adaptados para o nosso bolso. Com receitinhas caseiras super poderosas para fazer com que seus fios fiquem mais lindos.

Além disso, o mercado capilar está cada vez mais diversificado. Isso significa que tem produtos para todos os tipos de fios. O leque de opções é enorme e é possível achar opinião sobre muitos produtos disponíveis.

Fique de olho na composição – @uol

A melhor parte disso tudo é despadronizar os cuidados com os fios. Se antes as dicas capilares pareciam ser todas focadas em um único tipo de fio, excluindo com frequência as cacheadas e crespas, por exemplo, hoje a palavra é diversidade. Ainda bem.

Hoje temos a possibilidade de testar técnicas diversas. Assim, percebemps aquela que funciona para as nossas madeixas para poder incluir em nossa rotina de cuidados.

De cronograma capilar a co-wash, de low poo a no poo, as opções são imensas para quem quer recuperar a saúde dos fios e mantê-los fortes e cheios de brilho.

Você já ouviu falar do co-wash?

Essa forma de limpar o cabelo usando somente o condicionar está ficando bastante popular entre quem deseja promover hidratação e nutrição profundas nos fios.

Mas se você não sabe bem o que é ou como fazer co-wash, não se preocupe, pois explicaremos tudinho aqui. Confira a seguir!

Afinal, o que é co-wash?

Conditioner washing – ou co-wash para os íntimos – nada mais é do que lavar os cabelos com o condicionador, dispensando o uso de shampoo.

A ideia é tão simples quanto parece. Aplicar apenas o condicionador nos fios na hora de lavar. Essa técnica causa estranhamento, mas é, na verdade, muito benéfica para a saúde dos fios, pois causa menos ressecamento.

A lógica por trás da técnica está na mesma pegada dos produtos mais leves. Eles têm em suas fórmulas uma quantidade menor de componentes químicos, que são responsáveis por severas agressões no couro cabeludo e nos fios.

Uma das principais substâncias encontradas nos shampoos é o sulfato que é o agente por trás da famosa espuma. O que muita gente não sabe é que, para promover a limpeza, ele também acaba eliminando o óleo natural e os lipídios do cabelo.

sulfato
O sulfato é o responsável pela espuma, ingrediente não encontrado nos produtos liberados para co-wash

As famosas técnicas de low poo e no poo são bastante divulgadas por ajudarem a manter a oleosidade natural dos fios, já que nelas são utilizados shampoo sem sulfato ou até mesmo nenhum shampoo, higienizando os fios de outras formas.

Ambas as técnicas buscam usar produtos capilares que não sejam derivados de petróleo ou de silicone não solúveis em água.

Quem já é adepta de uma dessas técnicas pode se adaptar mais facilmente ao co-wash, uma vez que já está acostumada a não utilizar os chamados shampoo antirresíduos, que são mais comumente encontrados para comprar.

Pensando nos danos causados por esses produtos, surgiu a técnica do co-wash. Essa proposta é excelente para recuperar a vitalidade e saúde do cabelo, dispensando a necessidade de recorrer aos tratamentos de salão e hidratações tão frequentes.

Para qual tipo de cabelo é indicado o co-wash?

Vivemos um momento de revolução! Cada vez mais mulheres buscam retomar o controle sobre suas madeixas, ganhando mais naturalidade e autonomia. Esse movimento trouxe diversas possibilidades de tratamento para deixar os fios mais fortes e bonitos. A técnica do co-wash faz parte disso e é excelente para diversos tipos de cabelo.

Essa técnica é especialmente indicada para cabelos quimicamente tratados, cacheados, crespos, ressecados, com luzes ou mechas. Inclusive quem tem o cabelo pintado pode intercalar o co-wash com a lavagem convencional, fazendo com que a tinta dure mais tempo.

O co-wash é super famoso entre as cacheadas e crespas

Quer saber se você dá match com o co-wash? É sempre importante estar atenta aos sinais que o seu cabelo fornece. Por exemplo, se você tem uma raiz muito oleosa, pode acabar piorando a situação. Nesse caso, é melhor seguir utilizando um shampoo próprio na raiz e o condicionador apenas no comprimento. Ainda, quem sofre com alguma condição como a seborreia também deve evitar o uso do co-wash.

Agora, se o seu cabelo está ressecado ou danificado, pode usar e abusar da técnica sem medo de ser feliz. Ela já é bem popular entre quem tem os fios crespos ou cacheados, que são conhecidos por possuírem proteção natural reduzida, já que a oleosidade produzida no couro cabeludo, muitas vezes, não consegue vencer as ondas e chegar às pontas, fazendo com que as madeixas ressequem com mais facilidade.

Então, se você sonha com um cabelo hidratado, macio e com menos frizz, se joga, amiga!

Como fazer co-wash?

Agora que sabemos como funciona o co-wash e quais são os benefícios dessa técnica para a saúde dos fios, vamos entender um pouco melhor de como ela deve ser aplicada e como escolher o produto certo para a saúde dos seus fios.

Para colocar a técnica em prática, não tem segredo: basta substituir o shampoo pelo condicionador.

Mas, calma aí, espertinha, não pode ser qualquer condicionador! Afinal, se o produto for inadequado vai acarretar problemas, como dermatite seborreica no couro cabeludo e gerar a queda dos fios.

Aqui, o condicionador deve ser isento de componentes como parafina, petrolatos e silicones insolúveis.

O co-wash super combina com a pegada mais natural dos cuidados com a beleza. Para fazer parte do movimento, basta seguir os passos abaixo:

  1. Molhe os cabelos com água morna;
  2. Massageie as madeixas por alguns minutinhos;
  3. Retire o excesso de água;
  4. Aplique o condicionador na raiz, no comprimento e nas pontas;
  5. Massageie bem;
  6. Deixe agir por alguns segundos;
  7. Enxágue bem;

Para limpar o cabelo sem danificar os fios, é importante massagear bem o couro cabeludo, tanto para ativar a circulação quanto para eliminar o excesso de gordura nele presente.

Retirar o excesso de água antes de aplicar o condicionador é muito importante, já que a água dificulta a penetração do produto no fio.

E não precisa economizar condicionador, afinal, ele deve ser usado da mesma forma que o shampoo seria para garantir bons resultados.

Produtos para co-wash

Apesar de que a ideia por trás do co-wash seja basicamente trocar o shampoo pelo condicionador, é preciso escolher com cuidado o produto que será utilizado. Como dissemos, não é qualquer condicionador que vai cumprir o papel desejado para manter os seus fios saudáveis após retirar o shampoo.

co-wash

A melhor forma de fazer isso é lendo os rótulos e prestando bastante atenção nos ingredientes neles listados. Alguns ativos que devem ser vetados são “alkane”, “isoparaffin”, “petrolatum” e “isododecane”.

Se o condicionador tiver em sua composição petrolato, parafina, cera ou óleos minerais, ele pode acabar entupindo o folículo, exigindo que você aplique um shampoo de limpeza profunda para remover esses ingredientes.

Então, se você deseja resultados mais profundos, pode escolher uma opção que possua algum agente de limpeza na sua composição. Um desses agentes é o “cocamidopropyl betaine”, que é um derivado do coco, que irá promover uma limpeza mais completa e sem pesar os fios.

A técnica do co-wash é ótima para quem deseja preservar a hidratação natural do cabelo e protegê-lo dos danos e do ressecamento severo que podem ser causados pelo uso contínuo do shampoo. Ah! E também é super indicada para quem está passando pela transição capilar, pois irá ajudar a manter os fios nutridos durante esse processo.

E então, pensa em adotar essa técnica em seu cronograma capilar? Já utiliza o co-wash e tem resultados para compartilhar? Nos conte tudo pelos comentários!

Fernanda Sarate
the authorFernanda Sarate
Gaúcha, publicitária, blogueira, mãe de gatos e cachorros. Suas madeixas são uma metamorfose ambulante. Por impulsividade e falta de conhecimento, fez diversas loucuras capilares. Agora que aprendeu a lição, quer compartilhar conhecimentos para que outras pessoas não cometam os mesmos erros e comprometam a beleza e a saúde de seus fios.
>