Veja 5 curiosidades sobre a calvície feminina

Veja 5 curiosidades sobre a calvície feminina

Você sente que a quantidade de cabelos que caem cada vez que você passa a mão na cabeça seria suficiente para fazer uma peruca? Cada vez que toma banho se assusta com os cabelos no ralo? Esses são alguns quadros que podem ser característica da alopecia androgenética, ou seja a calvície feminina.

É comum associarmos a ideia de ficar careca somente com os homens. No entanto, a calvície feminina também existe e afeta muitas mulheres ao redor do mundo.

Esse diagnóstico parece ainda mais complicado de se ouvir no caso das mulheres, uma vez que o cabelo é muito associado aos padrões de beleza. Há uma diferença entre raspar os cabelos por opção e ver que suas madeixas estão caindo sem que você tenha controle.

Esse problema, que afeta tanto a autoestima quanto o bem-estar, leva cada vez mais mulheres a procurar as causas e soluções para a calvície feminina.

O que é calvície feminina?

O folículo piloso é o local em que nascem os fios de cabelo, sendo também o responsável pelo seu crescimento. Quando ocorrem problemas no folículo, uma das consequências pode ser a queda de cabelo.

Conhecida cientificamente por alopecia androgenética, a calvície é causada pela hipersensibilidade dos receptores hormonais no couro cabeludo. Isso faz com que os fios de cabelo afinem de forma progressiva.

Esses fios vão afinando cada vez mais até que parem de crescer. Um dos primeiros sinais da calvície feminina é o raleamento dos fios que ocorre no topo da cabeça. Ao notar o afinamento gradual dos fios de cabelo, é importante consultar um especialista para que possa o couro cabeludo possa ser analisado.

Existe tratamento?

O tratamento para a calvície feminina depende de suas causas. É importante estar atenta aos sinais, para que um dermatologista possa ser consultado e realizar a análise necessária para a obtenção do diagnóstico.

Essa análise passa por exames do couro cabeludo e uma conversa sobre o estilo de vida da paciente, de modo a determinar as causas da queda precoce ou afinamento acentuado dos fios.

Os profissionais contam com dispositivos especializados para verificar os folículos, bem como a quantidade e estado dos fios de cabelo restantes.

5 curiosidades sobre a calvície feminina

Embora haja muitos artigos diversos acerca dos tipos de cabelo e como trata-los, pouco se fala acerca do tema da calvície femininaPor isso, neste artigo queremos trazer 5 curiosidades acerca da calvície feminina.

A calvície feminina não está associada à queda acentuada de cabelo

É comum associarmos o termo de calvície às quedas volumosas dos fios de cabelo. Entretanto, a alopecia é geralmente caracterizada por um afinamento gradual do fio que culmina no entupimento dos folículos, fazendo com que o cabelo não cresça mais. A alopecia pode estar ligada à queda acentuada, mas não necessariamente uma implicará na outra.

calvície feminina

Raspar o cabelo não evitará a calvície

Muitas pessoas acreditam que raspar os cabelos irá estimular o crescimento dos fios, fazendo com que as madeixas voltem a crescer. Entretanto, raspar os cabelos não afeta o desenvolvimento do folículo capilar, ou seja, não irá fazer com que os folículos desentupam e os fios cresçam novamente.

Na verdade, isso poderá fazer com que o couro cabeludo fique irritado e cresçam fios mais finos. O ideal é fazer um tratamento que tenha como foco os folículos capilares.

 

O secador de cabelo não influi na calvície

Algumas pessoas acreditam que utilizar o secador e chapinha pode influir na calvície feminina. No entanto, não há nenhuma ligação entre essas ferramentas de calor e a alopecia.

É verdade que é necessário tomar alguns cuidados na hora de utilizar essas ferramentas, como aplicar o protetor térmico e evitar o uso frequente tanto do secador quanto da chapinha. Esses cuidados, entretanto, visam a saúde capilar, evitando o ressecamento dos fios.

Cuidado com a sua alimentação

Sabemos que a alimentação é importante para a saúde dos cabelos. A deficiência de vitaminas pode prejudicar os folículos e, dessa forma, afetar o crescimento dos fios de cabelo.

Por isso, mantenha uma dieta rica em vitaminas e proteínas e dê igual atenção para a hidratação corporal, ou seja, beba muita água.

Esteroides podem acelerar a queda de cabelo

Se você está acostumada a tomar esteroides como forma de obter melhor desempenho nos seus treinamentos físicos, é bom prestar atenção. Isso porque esses esteroides contêm altos níveis de um hormônio chamado di-hidrotestosterona, que é responsável pela alopecia androgenética.

Portanto, o alto consumo desses produtos pode acelerar a queda acentuada dos fios. Antes de toma-los, consulte um dermatologista, que poderá analisar a saúde de seus folículos capilares.

A calvície feminina ou alopecia androgenética é um tema que merece atenção. Seu tratamento dependerá da análise feita pelo dermatologista. Lembre-se sempre de manter a saúde do seu couro cabeludo, o que é essencial para ter cabelos fortes e saudáveis.


Avatar

Carol Candido

Paulistana vivendo em Lisboa. Tradutora de formação e redatora por paixão. Vivi em uma relação de amor e ódio com seus cabelos durante anos até descobrir a forma certa de cuidar deles. Agora tudo é só amor. Acredito que compartilhar dicas é a melhor forma de aprender.

Deixe seu comentário

Olá! Seja bem vindo(a)!Que tal ficar por dentro das novidades do universo de cabelos?