Mesmo antes deles nascerem, o assunto já motivo para especulação: será que vai nascer com muito cabelo ou completamente careca? E a cor dos fios? E quando eles crescem, então, as madeixas são o xodó de muita gente. Afinal, tem coisa mais linda que cabelo de criança? Super sedosos, macios e, claro, sempre com aquele cheirinho delicioso!

Mas essas madeixas também precisam de atenção! Muitos pais acreditam que cabelo de criança não precisa de cuidados especiais e acabam abrindo mão até mesmo do uso do condicionador, superimportante para selar as cutículas do fio após o uso do shampoo. Justamente nesta fase, os fios precisam estar fortes e nutridos para se desenvolverem, além de ter o couro cabeludo, ainda bastante frágil, fortalecido.

Então, quer saber direitinho como manter aquele cabelo de dar inveja que sua pequena ostenta por aí? Continue a leitura que vamos te dar dicas simples e bem práticas!

Aprenda a cuidar do cabelo de criança com essas 7 dicas

Dica 1: Invista no low poo

Talvez você já tenha visto em blogs para cabelos a respeito dessa técnica, adotada, especialmente, pelas cacheadas. E para as crianças ela é muito bem-vinda também! Isso porque os produtos low poo não levam em sua formulação sulfatos, petrolatos e parabenos.

Todo shampoo tem como função abrir as cutículas do cabelo para limpeza e melhor absorção dos nutrientes. Só que, no caso dos shampoos com sulfato, essa limpeza é muito mais profunda, o que deixa as cutículas muito mais abertas e o cerne do fio muito mais exposto. Se no cabelo de um adulto o resultado já são fios opacos e mais propensos à quebra, imagine o dano no cabelo mais delicado de uma criança? Evite produtos que contenham na formulação ingredientes com terminações como “sulfate”, “sulfonate”, “sulfosuccinate”.

Os parabenos também precisam ficar longe dos cabelos dos seus pequenos, pois podem agredir o couro cabeludo e provocar alergias. No caso dos petrolatos, eles podem até parecer uma boa ideia, uma vez que deixam os cabelos mais sedosos, mas isso acontece porque ele forma uma película em torno do fio, muito difícil de sair e que exigirá o uso de shampoos com sulfato para limpeza completa.

Dica 2: Procure os antialérgicos

Quando eles ainda são bebês, é só escolher um shampoo específico para crianças pequenas e está tudo certo: essas formulações são delicadas, não agridem os olhos e tem pH controlado. Mas, depois dos 3 anos já não dá mais para ficar usando shampoo para bebê, não é mesmo?

Uma dica que a gente sempre dá aqui no blog é observar a embalagem do produto, pois só sabendo o que está ali é que você pode julgar se ele é bom ou não. No caso dos alergênicos, muita coisa na composição pode provocar uma dermatite de contato (você pode conferir uma lista com 93 ingredientes que podem causar alergias aqui) e se criança já tem uma sensibilidade maior, é bom realizar um teste de contato do produto com uma pequena área da pele do braço, por exemplo, para ver a reação antes de aplicar em todo o couro cabeludo.

Dica 3: Bons produtos para menos etapas

Mesmo que cabelo seja mais delicado, ele não precisa de grandes investimento em muitas etapas. Afinal, criança quer mesmo é brincar e correr e, vamos combinar, o cabelo não deve ser uma das prioridades delas, não é mesmo? E aí, fica a mamãe desolada, fazendo mil processos em um cabelo que logo, logo, estará todo bagunçado!

É por isso que cuidar do cabelo de criança deve ser fácil para você! Invista na saúde dos cabelos com os produtos adequados, respeitando a textura dos fios e sempre de olho na embalagem!

Dica 4: Para os cachinhos, creme de pentear

Ok, talvez quem tenha uma pequena encaracolada em casa deva colocar um passinho a mais na rotina: o creme de pentear. Ele ajuda a desembaraçar os fios mais crespos ou grossos e também dá uma modelada nos cachos, controlando o volume. Agora, se o fio for mesmo rebelde, um leave-in, mesmo com o cabelo seco, pode ajudar a alinhar os fios. Mas, sem neura!

Dica 5: Cabelo preso, só se estiver seco

Seja rabo de cavalo ou trança, só com o cabelo bem seco! Prender os cabelos molhados faz com que ele não seque direito, podendo até mesmo causar fungos no couro cabeludo. E também, ao prendê-los úmidos, quando estão mais frágeis, o risco de quebra é bem maior!

Dica 6: Chapinha ou babyliss apenas em ocasiões MUITO especiais

Percebeu a ênfase no muito? Pois é, leve esse conselho a sério! As ferramentas de calor são prejudiciais mesmo para adultas que têm os cabelos bem cuidados e hidratados, imagina nos cabelos de criança. O que acontece é que a temperatura elevada retira a umidade natural dos fios, deixando-os fracos e quebradiços.

Apareceu o evento do ano e não vai ter como fugir do calor nos fios da pequena? Tome alguns cuidados como o uso de um protetor térmico antes do contato da ferramenta com os fios.

Dica 7: Não precisa lavar todo dia

A frequência das lavagens recomendada é de 3 ou 4 vezes, no máximo, por semana. Lavar com muita frequência pode retirar o óleo natural produzido pelo couro cabeludo para sua proteção e deixá-lo irritado e os fios secos.

Ah, o uso do secador também merece uma atenção especial. Se possível, lave os cabelos pela manhã ou pela tarde para deixar secar naturalmente, mas se os fios precisarem ser lavados à noite, seque bem com a toalha e só então use o secador, a uma distância de cerca de 25cm do couro cabeludo.

Com delicadeza e bons produtos para cabelo de criança, os fios têm tudo que precisam para se desenvolverem fortes, saudáveis e, claro, sempre lindos! Agora, se o seu cabelo também está precisando de um cuidado especial, leia este artigo que conta mais sobre as vitaminas que ele precisa e que podem ser encontradas no seu dia a dia. Boa leitura!

cabelo de criança