Mulheres com cabelos crespos e cacheados passaram muito tempo tentando alisar suas madeixas. Entretanto, agora há uma tendência em manter os cabelos naturais. Por isso, aquelas que passaram por tratamentos químicos e optaram por fazer a transição capilar, em alguns casos, recorrem ao big chop. Mas o que significam exatamente esses termos?

O que é a transição capilar?

Depois do aumento no número de pessoas aderindo à escova progressiva e aos alisamentos definitivos, as mulheres cujos cabelos são naturalmente crespos ou cacheados começaram a se questionar sobre o motivo pelo qual alisavam seus cabelos.  Então, um movimento de aceitação do cabelo natural começou a surgir com intensidade cada vez maior, ganhando um número crescente de adeptas.

Com esse movimento, duas palavras começaram a aparecer com frequência em reportagens, blogs e propagandas: transição capilar. Elas significam o processo de transição que o cabelo passa desde a última vez em que foi alisado até o momento em que volta a ter o seu formato natural.

O tempo de duração da transição capilar depende da velocidade com a qual as madeixas crescem e da forma como a transição é realizada: se a decisão for esperar para cortar a parte do cabelo que ainda tem química depois que a raiz cresce, pode ser que o processo leve um pouco mais de tempo. Caso opte pelo big chop, o tempo da transição será mais curto.

O que é o big chop?

O big chop é um termo que, traduzido do inglês, significa “grande corte“, e nada mais é do que o ato de cortar toda a parte do cabelo que tem alisamento de uma vez só, ao invés de esperar que ela cresça.

Desse modo, toda a parte quimicamente tratada do cabelo é eliminada, restando apenas os cabelos em sua forma natural. Essa é uma decisão considerada radical por muitas mulheres, uma vez que envolve ter os cabelos raspados ou muito curtos durante certo tempo.

Esse processo é especialmente indicado para quem está passando pela transição capilar, mas se incomoda ao ver o cabelo com texturas diferentes (raiz natural e pontas lisas). Mulheres que não são tão apegadas ao comprimento do cabelo recorrem ao big chop por acreditar que, assim, atingirão mais rapidamente o resultado desejado.

Quais são as vantagens do big chop?

Fazer o big chop durante a transição capilar tem diversos benefícios. Por tirar a parte quimicamente tratada, esse corte estimula o crescimento dos fios, uma vez que os nutrientes fornecidos para a fibra capilar ficarão concentrados e não terão que agir na tentativa de hidratar as pontas danificadas.

Com os nutrientes agindo de forma mais eficiente, os cachos crescerão mais definidos desde o início. Além disso, o big chop garante que o cabelo cresça mais forte e saudável

Outro ponto que é apontado como vantagem pelas mulheres que passaram por esse processo é a sensação de liberdade, principalmente quando comparada com a dependência que muitas mulheres têm de utensílios como secador e chapinha. 

Muitas dessas mulheres relatam, ainda, que as hidratações parecem surtir efeito maior quando a parte alisada é cortada das madeixas e, com isso, o cabelo fica com uma aparência mais bonita e se torna mais maleável e passível de ser modelado conforme cresce.

Quais são os cuidados necessários após o procedimento?

Alguns cuidados devem ser tomados tanto antes quanto depois de realizar o big chop, a fim de garantir o aproveitamento máximo dessa experiência capilar. Um importante cuidado que deve ser apontado é a adesão ao cronograma capilar, que garantirá que seu cabelo cresça forte, nutrido e hidratado.

O cronograma capilar deve ser seguido tanto antes quanto depois do big chop, mas não é necessário que ele seja longo, porque isso pode acabar desestimulando a continuidade do processo. Por isso, pense em cuidados que provavelmente já fazem parte da sua rotina como lavar, condicionar, hidratar o cabelo com a máscara adequada e nutrir com óleos capilares.

Como o cabelo crespo e cacheado tende a ser mais ressecado que os demais tipos de cabelo, não abra mão da hidratação. Busque conhecer os componentes dos produtos e compre aqueles que são ideais para seu tipo de cabelo.

Um importante conselho para esse período é focar mais na nutrição do cabelo e menos no ritmo de crescimento. Se você cuidar da saúde do seu corpo, seu cabelo crescerá mais rapidamente. Certifique-se de comer bem e beber bastante água e não se preocupe se o seu cabelo não estiver crescendo tão rápido quanto você esperava. Aprenda a aproveitar cada fase do pós-big chop.

Onde fazer o big chop?

Devo ir até o salão? Posso cortar o cabelo sozinha, em casa? Essas são perguntas constantes no universo da beleza, mas que aparecem com ainda mais frequência em se tratando de dois assuntos em específico: franja e big chop. Nos dois casos, o conselho é: procure um profissional especializado.

No entanto, há quem opte fazer o corte sozinha, em casa. Se você decidir por esse caminho, basta lavar os cabelos e esperar que eles sequem naturalmente. Essa parte é importante, uma vez que somente com os cabelos secos é possível ver a divisão entre a parte alisada e a parte natural. Então, basta cortar exatamente nessa divisão.

Sabemos o que você deve estar se perguntando: se é possível cortar em casa, então, por que eu deveria gastar dinheiro com cabeleireiro? O princípio é o mesmo que o da franja: pode ser que você dê sorte e consiga cortar exatamente como deve. Mas pode ser, também, que você corte a mais ou a menos do que deveria. 

O cabeleireiro especializado em cabelos crespos e cacheados será capaz de cortar seus cabelos e moldar seus pequenos cachos, além de fazer sugestões de cortes para que o adaptação seja melhor, especialmente se suas madeixas forem bem compridas. Por isso, aconselhamos  que você vá ao cabeleireiro para não se arrepender.

big chop