Alopecia tem cura? Saiba tudo sobre a calvície feminina

Alopecia tem cura? Saiba tudo sobre a calvície feminina

A queda ou afinamento dos fios pode ser um pesadelo para muitas pessoas. Esse é um dos sintomas da calvície, problema que pode ocorrer tanto em homens quanto em mulheres. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a doença se desenvolve desde a adolescência. Mas será que a alopecia tem cura?

Se você sente que tem perdido cada vez mais fios e se assusta com a quantidade de cabelos que caem ao escovar as madeixas ou tomar banho, esse artigo pode ajudar a solucionar suas dúvidas sobre a calvície feminina.

Embora a ideia de ficar careca seja mais comumente associada a um problema masculino, é importante entender que isso também pode ocorrer com mulheres. Por isso, é comum questionar-se se a alopecia tem cura e quais são as formas de tratá-la.

Esse pode ser um diagnóstico complicado para mulheres, afetando a autoestima e o bem-estar. Por isso, é importante entender se a alopecia tem cura e quais são as formas de tratar a calvície feminina.

O que causa a alopecia?

O crescimento capilar ocorre no folículo piloso, local em que os fios de cabelo nascem e se desenvolvem. Dessa forma, problemas que afetam essa região podem levar à queda de cabelo e problemas em seu crescimento.

Conhecida cientificamente por alopecia androgenética, a calvície feminina ocorre devido a um aumento na sensibilidade dos receptores hormonais presentes no couro cabeludo, que leva a um afinamento progressivo dos fios de cabelo.

Os fios passam a ficar mais finos e ralos até que eventualmente param de crescer. Um dos primeiros sintomas que permite identificar a alopecia é a sensação de fios ralos no topo da cabeça, já que nessa região é possível verificar o afinamento com mais intensidade.

escala alopécia androgenética feminina
Escala alopécia androgenética feminina – @jakbell

Tipos de alopecia

A alopecia é dividida em tipos diferentes. A alopecia androgenética de padrão masculino ou feminino é a perda de cabelo que ocorre principalmente na parte superior e na parte frontal do couro cabeludo.

A alopecia areata é uma condição em que ocorre a perda de cabelo em áreas arredondadas ou ovais tanto do couro cabeludo quanto de outras partes do corpo.

Por fim, tem-se o eflúvio, nome dado à perda de cabelos que ocorre devido a um distúrbio no ciclo de vida capilar.

A separação dos diferentes tipos de alopecia passa pela classificação de suas causas e dos efeitos que ela tem no couro cabeludo, já que os cabelos podem afinar em partes diferentes da cabeça e até mesmo em outras partes do corpo.

Alopecia tem cura?

Uma dúvida comum em se tratando da calvície feminina é em relação ao seu tratamento. Alopecia tem cura? Para saber tal informação é preciso analisar os tipos de alopecia.

  • A alopecia androgenética é de origem genética e, dessa forma, não tem cura. No entanto, é possível minimizar seus efeitos e até mesmo reverter alguns de seus quadros por meio de medicamentos.
  • A alopecia areata pode ser revertida por meio de tratamentos, de modo a realizar a recuperação total dos cabelos. Isso, no entanto, leva algum tempo e não ocorre para todas as pessoas.

Ao perceber os primeiros sintomas de afinamento capilar, consulte o profissional especializado, pois ele será capaz de realizar os exames necessários para determinar as causas do afinamento.

Saber se a alopecia tem cura é importante para aquelas que desejam buscar tratamentos para reverter seus efeitos e minimizar o impacto que a calvície feminina pode ter no bem-estar da mulher.

Qual o tratamento para a alopecia?

O tratamento para a calvície feminina irá depender da investigação de suas causas. Por isso, é essencial prestar atenção em seus sintomas e consultar um dermatologista para que ele possa fazer a análise do couro cabeludo.

O dermatologista irá analisar também o estilo de vida da paciente, além de verificar a quantidade e estado dos fios de cabelo restantes.

Como conviver com a alopecia

Todo mundo sofre com a queda de cabelos, em maior ou em menor grau. Para além de saber se a alopecia tem cura, é importante entender como conviver com a calvície feminina e impedir que ela afete a autoestima.

Mulheres que sofram com esse problema devem consultar o dermatologista para realizar a análise do couro cabeludo e verificar a possibilidade de tratamento. Para além disso, há formas de lidar com a alopecia.

Cuidar dos cabelos é essencial para a saúde deles. Por isso, não negligencie esses cuidados e dê atenção para suas madeixas, pois mantê-las saudáveis pode retardar o afinamento e a queda.

Além disso, cuide também da sua saúde. Isso significa beber muita água e se alimentar direito. Pergunte ao seu dermatologista quais alimentos são indicados para retardar os efeitos da alopecia.

Inove na hora de arrumar suas madeixas. Fazer penteados e utilizar acessórios capilares pode ajudar a disfarçar as áreas mais ralas, em que o afinamento se dá de forma mais intensa.

Para além de saber se a alopecia tem cura, é importante entender as formas de tratamento e como conviver com esse problema sem que ele afete sua autoestima. Veja também as principais dúvidas e mitos sobre a calvície feminina.


Avatar

Carol Candido

Paulistana vivendo em Lisboa. Tradutora de formação e redatora por paixão. Vivi em uma relação de amor e ódio com seus cabelos durante anos até descobrir a forma certa de cuidar deles. Agora tudo é só amor. Acredito que compartilhar dicas é a melhor forma de aprender.

Deixe seu comentário

Olá! Seja bem vindo(a)!Que tal ficar por dentro das novidades do universo de cabelos?